FANDOM


Arkhamlogo

ALERTA DE SEGURANÇA

Para esta wiki ser mais informativa, os artigos a seguir contém spoilers, ou seja, leia por sua conta própria e riscos.

Mariposa Assassina
Mariposa
Informações Biográficas
Nome Verdadeiro Drury Walker
(Cameron Van Cleer)
Ocupação Criminoso profissional
Fica em Gotham City
Descrição Física
Cor dos Cabelos Castanhos
Cor dos Olhos Castanhos
Altura 1,75 m
Peso 70 kg
Informações de Jogo
Primeira Aparição Batman nº 63
(março de 1951)

Drury Walker era um criminoso menor que adotou a identidade de Cameron Van Cleer, uma mente do crime que por sua vez se disfarçava do supervilão Mariposa Assassina. Ele é um capanga dos mafiosos de Gotham, mas seu engenhoso armamento, incluindo sua arma de casulo, não impede que seja sempre derrotado pelo Batman.

Relatórios de incidentesEditar

Incidente de Batgirl BeginsEditar

Algum tempo depois da derrota do Máscara Negra, Drury Walker buscou ler alguns livros, pegando eles com Barbara Gordon na biblioteca local, sobre mariposas e começou a segui-la junto a seu pai, o recém-promovido Comissário James Gordon, que Barbara notou facilmente.

Mais tarde, em uma apresentação do DPGC que provava que Batman era simplesmente um homem com aparelhos ao invés de alguma 'entidade paranormal', Mariposa Assassina tentou matar o Comissário Gordon como forma de promover seus serviços, enquanto seus capangas mantinham Batman ocupado do outro lado de Gotham. Barbara rapidamente vestiu a fantasia do Batman que estava exposta na apresentação e conseguiu derrotar os capangas de Mariposa Assassina, desarmando o criminoso.

Depois que ele percebeu que seus planos estavam acabados, o Mariposa Assassina jogou Gordon fora das vigas para matá-lo e usou isso como uma distração para sua fuga. Quando Barbara salvou seu pai, Drury escapou e tentou se acalmar dizendo que "Batgirl" era apenas uma garota com um traje, assim como Batman, que por acaso chegava bem a tempo ao lugar.

Incidente de Ataque ao ArkhamEditar

Drury foi enviado para o Asilo Arkham quando foi reaberto, onde suas armas e outros equipamentos foram tirados dele e colocados na sala de provas, ao lado de Vagalume (onde foi visto pelo Tubarão Rei quando o Esquadrão Suicida invadiu o manicômio).

Incidente de The Road to ArkhamEditar

Antes do Coringa ser trago de volta para o Asilo Arkham, o Mariposa Assassina estava em tratamento no Asilo e foi um dos muitos detentos que escaparam da Ilha Arkham no caos que se seguiu.

Incidente de Arkham AsylumEditar

Durante seu tempo no Asilo Arkham, o Mariposa matou dois presos e Batman, mais tarde, descobriu um dos seus restos mortais lacrados em um casulo.

Depois de Arkham KnightEditar

Após o Halloween e a morte de Batman/Bruce Wayne, o Mariposa Assassina sentiu que era seguro retomar seus crimes novamente. No entanto, ele cruzou o caminho com o novo vigilante, o Capuz Vermelho, que o matou.

Perfil psicológicoEditar

Mariposa AssassinaEditar

  • Nome Verdadeiro: Drury Walker

AtributosEditar

  • Obcecado com fama e mudança de identidade
  • Inventor habilidoso
  • Amoral, levado por sentimentos de insegurança e inadequação a atividades criminosas na tentativa de obter notoriedade

GaleriaEditar

CuriosidadesEditar

  • O casulo pendurado no Aviário parecia ter estado lá por um longo tempo. No entanto, era seguro assumir que a equipe de Arkham a removeria assim que fosse descoberto, já que o esqueleto precisava ser investigado e identificado. Levando isso em conta, era muito provável que Mariposa Assassina estivesse dentro do Aviário, e cometido o assassinato antes que o Coringa assumisse a Ilha Arkham, e que ele mais tarde escapasse no caos. Isso não explicaria o estado do cadáver dentro do casulo, no entanto.
  • No museu em Arkham City, houve casos que continham mariposas. Isso poderia ser uma pequena referência ao Mariposa Assassina. Alguns até especularam que Pinguim havia prendido Mariposa Assassina em um dos casulos. Isso era altamente improvável, no entanto, já que os casulos pareciam ser pequenos demais para conter um homem adulto. Muito provavelmente, no entanto, que ele estivesse presente em Arkham City, como foi dito que todos os cidadãos de Gotham com antecedentes criminais foram encarcerados.
  • Mariposa Assassina foi mencionado duas vezes durante Batman: Arkham Knight:
    • Durante o ataque da Arlequina ao Departamento de Polícia de Bludhaven, em uma sequência de Pedrador, um Oficial do DPB disse: "Agora que o Coringa se foi... o DPGC acha que o Pinguim é o único a ser observado. Se você me perguntar, eles devem ficar de olho no Mariposa Assassina. É sempre os que mantêm um nível baixo que você tem que se preocupar". Essa declaração confirmou que Mariposa Assassina sobreviveu ao Protocolo 10 e por que ele estava longe de ser visto após o evento.
  • Durante o Pacote de História do Capuz Vermelho, ao lutar contra os capangas do Máscara Negra durante uma sequência de Predador, um dos bandidos pode dizer: "Esse cara, o Capuz Vermelho, é o mesmo cara que matou o Mariposa Assassina no mês passado?" Isso não só confirmou que Mariposa Assassina estava morto, mas também sugeriu que Jason Todd foi quem o fez.
  • Mariposa Assassina foi o primeiro dos supervilões de Batman morto por Jason como o Capuz Vermelho, ao invés de ser o Cavaleiro de Arkham.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.