FANDOM


Asilo Arkham
Arkham Asylum (Earth-3025)
Informações do Local
Nome completo Asilo Elizabeth Arkham para os Criminosos Insanos
Localização Ilha Arkham, Gotham City
Descrição Geográfica
Número de Habitantes Desconhecido
Informações do Jogo
Aparece em Batman: Arkham Origins
The Road to Arkham
Batman: Arkham Asylum
Batman: Arkham City
Batman: Arkham Knight

O Asilo Elizabeth Arkham para os Criminosos Insanos, mais conhecido como o Asilo Arkham ou Arkham Asylum, era uma instituição psiquiátrica hospitalar, destinada para os criminalmente insanos, foras-da-lei que possuem insanidade, personalidades extremamente excêntricas e/ou mentes instáveis e psicoses.

Separado de Gotham City pelo mar, o Asilo Arkham era originalmente propriedade de Amadeus Arkham, o nomeou homenageando sua mãe, Elizabeth, que sofria demência. Originalmente contendo apenas os Jardins Botânicos e a Mansão Arkham, o Asilo gradualmente se desenvolveu e tornou-se uma instalação médica e penitenciaria criminal.

HistóriaEditar

OrigemEditar

Amadeus Arkham originalmente fundou o Asilo Elizabeth Arkham para os Criminosos Insanos como uma homenagem em memória de sua mãe, que sofria de demência. A instalação histórica foi construída nas terras pertencentes a Amadeus, que continham a mansão dele e seus jardins botânicos, e eram localizadas na futuramente chamada Ilha Arkham.

O primeiro paciente de Amadeus foi Martin Hawkins, mais conhecido como "Mad Dog". Mad Dog havia estuprado e assassinado a mãe e filha de Amadeus, decapitando a filha e deixando sua cabeça na casinha de bonecas. O tratamento de Hawkins foi convencional, e após ele determiná-lo como um paciente estável e sensato, Amadeus se preparou para soltar Hawkins, mas o criminoso pegou uma caneta do escritório de Amadeus e assassinou sua secretária. Depois disso, Hawkins se refugiou nos Jardins Botânicos e destruiu a estatua que Amadeus havia construído como homenagem a sua família.

Essas e mais outras tragédias fizeram Amadeus perder a sanidade, e durante umas sessão de terapia de eletrochoque com Hawkins, ele matou o criminoso. Amadeus foi então declarado insano pelas autoridades, que o encarceraram em sua própria cela.

DesenvolvimentoEditar

Ao longo dos anos, o Asilo gradualmente se desenvolveu e foram construídas nele a Instalação Médica, a Penitenciaria, o Tratamento Intensivo e o Centro de Visitas. Foi também estabelecida vários postos no subterrâneo da ilha.

Entretanto, ele foi fechado a muito tempo antes do incidente da véspera de Natal, então a Prisão de Blackgate, que estava servindo como a prisão de criminosos comuns da cidade, internou alguns pacientes do Arkham, além de contratar especialistas para tratá-los, como a Dra. Harleen Quinzel. Após o incidente da véspera de Natal, o Asilo foi reaberto por Quincy Sharp, depois que o Coringa demonstrou com seus tumultos e revoltas que Blackgate não era um lugar seguro contra os criminosos insanos.

O Asilo ganhou uma reputação excelente, e foi avaliado como uma das melhores e mais hábeis instituições de recuperação criminal do país. Mas com o tempo, mais e mais insanos surgindo, e muitos deles escapando do Asilo com frequência, a reputação do Asilo começou a cair.

Relatórios de IncidentesEditar

Incidente de Arkham OriginsEditar

O Asilo Arkham, ou mais especificamente, a Ilha Arkham, podia ser visto de uma distância do distrito Amusement Mile da Velha Gotham. O Asilo não era operacional naquele época, entretanto, devido a Prisão de Blackgate.

Incidente de Cold, Cold HeartEditar

Após o incidente de ano novo, o Asilo estava lentamente sendo desenvolvido pelo seu diretor, Quincy Sharp, até a instituição que ele se tornaria mais tarde.

Incidente de Arkham Origins BlackgateEditar

Durante o incidente da rebelião em Blackgate, o Asilo já havia sido completamente renovado, devido aos esforços do Diretor Sharp. Os edifícios da Instalação Médica e o Tratamento Intensivo foram construídos para ajudar os internos a recuperarem sua sanidade, enquanto a Penitenciaria foi construída para prevenir a fuga dos criminosos do Asilo.

Após o incidente de Arkham Origins Blackgate, o Asilo estava completamente renovado e tornou-se uma respeitada e boa instituição de recuperação criminal, com a Dra. Young e Aaron Cash sendo recrutados para a equipe do Asilo.

Foi nesse tempo que o Coringa foi encarcerado na instalação, e foi tratado pela Dra. Harleen Quinzel. Ao longo dos meses, Quinzel se apaixonou pelo Coringa, e foi usada por ele para esconder metralhadoras, bazucas e outras armas de fogo no Asilo para que assim ele pudesse fugir, além de contá-lo sobre alas abandonadas e outros locais secretos do Asilo. Coringa então deu o nome de Arlequina para Quinzel, e eles tornaram-se um dos mais infames casais do crime.

Foi também nesse tempo que o Coringa sequestrou Jason Todd, o segundo Robin, e o torturou até praticamente a morte nele, o deixando maluco e sedento de raiva contra o Batman. Ele o torturou em uma ala abandonada do Asilo, fazendo isso sem que ninguém soubesse.

Durante o ataque ao Arkham, o Esquadrão Suicida foi enviado para o Asilo por Amanda Waller para recuperar os arquivos e os documentos do Charada que estava na instalação. Entretanto, após descobrirem que a missão real era eliminar o Charada, que havia libertado eles dos colares explosivos, o Esquadrão dissipou-se e os únicos sobreviventes do Esquadrão foram a Arlequina, que fugiu junto do Coringa, e o Pistoleiro.

Incidente de Arkham AsylumEditar

Durante mais uma de suas encarcerações no Asilo, o Coringa planejou um tumulto e uma revolta para dominar a Ilha Arkham, e conseguiu com a ajuda de sua gangue.

Após muitos acontecimentos, a Hera Venenosa dominou a Ilha, usando suas plantas fortalecidas pela formula Titan. Ela causou grandes danos a Ilha, e quase começou a dominação em Gotham, mas foi impedida pelo Batman.

No final, o controle do Coringa sob a Ilha foi derrubado quando Batman derrotou ele e seus capangas, ajudando a guarda de Arkham a recuperar o controle da Ilha.

Incidente de Arkham CityEditar

Após os incidentes de Arkham Asylum, Sharp tornou-se o prefeito de Gotham e vendeu a ilha para uma agência de segurança chamada TYGER, controlada secretamente por Hugo Strange e Ra's al Ghul.

A TYGER usou a ilha como sua base de operações, pois foi de lá de onde eles enviaram seus helicópteros para patrulhar Arkham City, a mega-prisão da cidade.

Incidente de Arkham KnightEditar

O local volta a aparecer no incidente da da noite de Halloween. Ele faz sua curta aparição após o Morcego se entregar para o Espantalho em troca da vida de James Gordon e Tim Drake. Então ele é levado ao Arkham e lá o Espantalho desmascara ele, mostrando que Batman era Bruce Wayne. Após isso, Batman luta contra o gás do medo do Espantalho até o momento dele vencer a si mesmo e, com a ajuda do Cavaleiro de Arkham, ele se liberta e captura o Espantalho.

Locais e prédiosEditar

EquipeEditar

DiretoriaEditar

Equipe MédicaEditar

SegurançaEditar

ZeladoresEditar

GaleriaEditar

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.