FANDOM


Arkham City
20ArkhamCity
Informações do Local
Nome completo Arkham City
Localização Velha Gotham,
Gotham City
Cidadões Famosos Batman
Bruce Wayne
Jack Ryder
Coringa
Pinguim
Duas-Caras
Solomon Grundy
Charada
Bane
Homem-Calendário
Pistoleiro
Chapeleiro Louco
Mulher Gato
Máscara Negra
Entre outros criminosos
Descrição Geográfica
Número de Habitantes Desconhecido
Informações do Jogo
Aparece em Batman: Arkham City
Arkham City? Outro nome para o inferno.
— Capanga residente de Arkham City
Vocês são meus, novos internos. Permitam que me apresente. Sou o Professor Hugo Strange e comando a instituição Arkham City.
— Vídeo de introdução de Hugo Strange

Arkham City é uma super-prisão construída para servir como a residência de todos os prisioneiros internos na Prisão de Blackgate e no Asilo Arkham. Arkham City ocupa a área da cidade de Gotham City conhecida popularmente como "Velha Gotham", e todos os residentes civis da área tiveram suas propriedades tomadas. e então a Velha Gotham foi cercada por muros de alta-segurança para impedir os prisioneiros fujam.

A Velha Gotham, e por sua vez Arkham City, são divididas em quatro distritos: Park Row, Bowery, Amusement Mile e Distrito Industrial.

PlanejamentoEditar

A construção e o conceito de Arkham City foram planejadas por Ra's al Ghul e pelo Professor Hugo Strange, que usaram sua marionete e lacaio Quincy Sharp, o atual prefeito de Gotham, para efetivamente aprovar o projeto e construir os muros na Velha Gotham, e então finalmente transferir os prisioneiros de Arkham e Blakgate.

A conspiração de Ra's e Strange foi introduzida e planejada muito antes do tumulto orquestrado pelo Coringa no Asilo Arkham, e foram concluídos após o tumulto ser contido, mostrando a falha na segurança do Asilo e o fato de Blackgate ter sido incendiada antes do motim. A agência militar por trás da segurança e vigilância de Arkham City foi a TYGER, também controlada por Ra's al Ghul e Strange. O plano dos dois, também chamado de Protocolo 10, seria de matar qualquer um que tivesse cometido um crime, por menor que seja. Então todos os criminosos e pessoas com antecedentes criminais foram levados a Arkham City, independente se já cumpriram pena ou não. O Protocolo 10 no entanto só seria iniciado quando Bruce Wayne chegasse em Arkham City.

Dentro da prisão, os seguranças da TYGER faziam patrulhas, não para o bem dos internos, mas sim para acompanhar os movimentos do Batman. Em raras ocasiões os seguranças da TYGER interferiam, mas Hugo preferia deixar os prisioneiros se matando ao invés de fazer alguma coisa. Sabe-se também que eles entregavam comida na cidade. Vários criminosos montaram suas facções dentro da prisão, como o Pinguim e o Duas-Caras, e de algum jeito, eles conseguiram armas de fogo.

Alguns funcionários também ficaram presos na prisão e não conseguiram sair mais, e diversas vezes, inocentes eram atacados, e Batman os salvou.

Relatório de incidentesEditar

Incidente de Arkham CityEditar

Após a prisão ser aberta, Bruce Wayne fez uma campanha para fechá-la, alegando ser desumano a forma com que eles tratavam os prisioneiros. Isso no entanto só o fez ser preso também, com Hugo e a TYGER alegando difamação e outras mentiras. Quando preso, Bruce conseguiu usar a Batwing para trazer seu Bat-Traje e, ao equipá-lo, foi atrás da Mulher Gato ao ouvir sobre o tal Protocolo 10.

Ao salvá-la de Harvey Dent, Selina disse que não sabia nada, mas rumores diziam que o Coringa estava envolvido em algo com Hugo Strage, e nesse mesmo momento, o Palhaço do Crime tentou matar Batman e Selina com um tiro de fuzil de precisão, do todo da torre do Centro Médico/Igreja, mas sem sucesso. Bruce tentou rastrear o tiro e quando chegou ao Centro Médico/Igreja, ele viu que a Arlequina havia feito Aaron Cash (que havia sido transferido para Arkham City) e a equipe médica de reféns. Batman os salvou, mas Arlequina conseguiu fugir. Cash então lhe disse que ela queria a Dra. Stacey Baker, e que tinha feito algo no topo da torre.

Batman investigou o topo da torre e viu a arma montada que o Palhaço guiou remotamente de algum lugar próximo, e após uma transmissão do Coringa o ameaçando, Batman percebeu a armadilha em que estava e conseguiu sair a tempo antes que a explosão o pegasse. Ele então seguiu o rastro do Palhaço até a Siderúrgica Sionis, onde ele encontrou Stacey Baker de refém. Depois de derrotar os capangas do Coringa, Batman perguntou a Stacey o que ele estaria fazendo com ela em um lugar desses, e ela respondeu que estava lá pois Arlequina queria uma cura para a doença que o Palhaço tinha. Batman ficou surpreso ao ouvir que ele estava doente, e Baker afirmou que não sabia o que era, mas o Coringa culpou o Titan.

Quando Batman finalmente conseguiu acesso a sala do Coringa, ele foi dopado por Arlequina, e desmaiou. Ao acordar, Batman percebeu que o Coringa transmitiu seu sangue para ele, e que ambos estavam doentes. O Palhaço disse que o Sr. Frio estava trabalhando em uma cura, mas ele não o contactou mais, então Bruce foi atrás de Fries com a ajuda de Alfred. Ele descobriu que Fries estava sendo mantido de refém pelo Pinguim e seus homens, e ao resgatá-lo, Fries promete fazer a cura contanto que ele tenha os materiais necessários.

Essa busca levou Batman desde o re-encontro com Talia al Ghul e a base da Liga das Sombras em Arkham City, até outros criminosos como o Charada, o Chapeleiro Louco, Bane, etc. Batman também descobriu que o Coringa havia enviado seu sangue a vários hospitais por Gotham, e pediu a Tim Drake para cuidar disso.

Fries conseguiu fazer duas curas, porém durante uma discussão com Batman, ele quebrou uma delas. O Cavaleiro das Trevas conseguiu conter Fries, mas logo descobriu que Arlequina levou a outra cura. Quando ele confrontou ela e o Cara-de-Barro (que havia se disfarçado de Coringa), Batman ficou preso em destroços e Selina o ajudou. Ele então descobriu que o Protocolo 10 havia iniciado, e então decide ir para Strange. Quando Batman encontrou o Professor, ele descobriu o verdadeiro propósito de Arkham City e o Protocolo 10, além do envolvimento de Ra's, isso o levou a uma briga, onde Ra's traiu e matou Strange e aparentemente morreu na queda do edifício.

Batman finalmente encontrou o Coringa, e teve que enfrentar o Cara-de-Barro que havia se disfarçado do Palhaço, para alcançar a cura, e brigar por ela com o Coringa. No fim, Batman conseguiu tomar a cura, mas o Palhaço se desesperou e quebrou o frasco com o restante dela. O Coringa então morreu, dando sua última risada, e Batman o levou para fora de Arkham City.

Marcos e lugares notáveisEditar

Park RowEditar

BoweryEditar

Amusement MileEditar

Distrito IndustrialEditar

SubterrâneoEditar

GaleriaEditar

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.